Os Semeadores

Notícias  

 Voltar

Assassinados 82 cristãos na Nigéria

islam
ABUJA (Reuters) – Pastores de gado muçulmanos mataram 82 pessoas e feriram outras 25 numa vila no centro da Nigéria devido a direitos de pastagem, informou a polícia nesta terça-feira, menos de duas semanas antes de uma eleição nacional em que as tensões políticas e étnicas são elevadas.

A polícia começou na segunda-feira a investigar o ataque realizado por pastores muçulmanos Fulani contra o grupo de maioria cristã Egba no fim de semana, na remota vila Agatu Iga, no Estado de Benue.

A luta pela apropriação dos recursos naturais entre pastores muçulmanos e camponeses cristãos é uma das principais causas da violência na Nigéria, onde estas comunidades competem pelo pasto e água.
Com 170 milhões de moradores integrados em mais de 200 grupos tribais, a Nigéria, o país mais populoso da África, sofre múltiplas tensões por suas profundas diferenças políticas, socioeconômicas, religiosas e territoriais.
Não havia indicação de que o ataque tinha relação com o grupo militante islâmico Boko Haram, que já matou milhares de pessoas numa insurgência de seis anos.
“É a velha questão sobre direitos de pastagem e roubo de gado entre Egba e o povo Fulani”, disse o porta-voz da polícia Ezeala Austin por telefone.

Contudo o episódio lembra muito um massacre ocorrido no ano passado, quando centenas de pessoas morreram em confrontos entre os seminômades e pastores de gado Fulani e as comunidades mais assentadas que praticam uma mistura de agricultura e criação de gado.
Naquela ocasião (Abril/2014) os pastores armados, que vestiam uniforme militar chegaram na aldeia em mais de 100 motocicletas, invadiram uma reunião especial de segurança dos vigilantes da comunidade.
“Os homens armados renderam os vigilantes. Usaram facas para massacrar alguns, enquanto atiravam contra outros”, disse uma testemunha.  Segundo esta testemunha, mais de 100 corpos tinham sido recuperados, mas poderia haver mais na mata próximas à aldeia.

A Nigéria está entre os cinco países do Mundo onde há mais ataques terroristas, segundo dados do IEP (Instituto de Economia e Paz) que constatou que houve um aumento de 61% no número de mortos pelo terrorismo, quando comparados a 2013.

No último ano, o Índice Global de Terrorismo concluiu que 17.958 pessoas morreram por causa do terrorismo em 60 países diferentes.
Os números atuais apontam que 80% dessas mortes ocorreram exclusivamente em cinco países, que continuam aumentando os dados globais.
O aumento nos dados da Nigéria pode ser atribuído ao aumento do domínio do Boko Haram. Só em 2013, o grupo radical matou pelo menos 1.587 pessoas e reivindicou a responsabilidade por 90% de todos os ataques terroristas no país. Dentro deste número, 12% diz respeito a raptos ou sequestros.

Fonte: Reportagem de Anamesere Igboeroteonwu na Reuters, Agência EFE, AFP
Edição e adaptação: Joás Inacio

compartilhe: