Os Semeadores

PROJETOS

 Voltar

PROJETO INDIA

Todos nós sabemos que a  Índia é uma das nações de maior desafio para os desbravadores do evangelho. Conhecida como a “terra de muitos deuses” atualmente o país está em decorrentes transformações políticas e sociais. O movimento VHP (Movimento Nacionalista Hindu Extremista) ameaça a democracia indiana e coloca os governantes em estado de alerta, pois muitos temem o surgimento de uma ditadura hindu intolerante.

Mesmo sendo um país “democrático” em alguns estados, no final da década de 90 o VHP começou uma campanha de ódio contra os cristãos. Alguns governantes instituíram essa legislação como segmento determinante, sendo que os cristãos tiveram que seguir algumas restrições. Por ser uma religião estrangeira o cristianismo, ao longo dos anos, sofre com perseguições, onde alguns missionários perdem pela causa mais nobre da terra: a pregação do Evangelho.

OS SEMEADORES, consciente desta situação, mantém financeiramente TREZE MISSIONÁRIOS. Estes trabalham em lugares de constantes perseguições, tendo o cuidado de não serem identificados pelos grupos extremistas, que já ceifaram a vida de muitos enviados de instituições missionárias.

Além das diferenças religiosas a Índia tem um grande problema de desigualdade social. Cerca de 600 milhões de habitantes vivem na pobreza, e 300 milhões vivem abaixo da linha da miséria. Com isto, a população entrega-se ao apelo emocional pregado pelo Hinduísmo. O Hinduísmo é um conjunto de crenças, sejam filosóficas (autocompreensão), vedas (rituais e boas obras) e o hinduísmo tribal (idolatria, ocultismo e animismo).

O hindu praticante tem como objetivo alcançar a comunhão com ”o criador”. Também é caracterizado como alguém que vive ou se identifica com a Índia e seus costumes. O cristianismo representa 2,4% da população, que corresponde a 25 milhões de pessoas, sendo que a maioria é católica.

Como em outras fases da igreja na terra, quando o cristianismo começou a ser perseguido por estes grupos extremistas, tomou uma força de grande expressão. Há 200 anos Willian Carey chegava à Índia para anunciar o Evangelho a um povo totalmente desconhecido. Durante esses anos, o Espírito Santo tem usado milhares de indianos e obreiros estrangeiros para afetar a Índia em termos de boa educação, saúde, no desafio contra os erros sociais, e implantar várias igrejas.

Essas dificuldades impulsionam os SEMEADORES a continuarem com seu projeto de evangelização. Hoje são sustentadas 120 famílias através de contribuições voluntárias em várias partes do mundo. O país conhecido como ”terra dos deuses” é um dos lugares onde nossa instituição missionária está.

O Hinduísmo é a miscigenação de crenças. Com esta liberdade em cultuar diversos deuses dentro de uma só religião seus seguidores rendem cultos a diversas divindades. Uma das aberrações é a veneração ao rio Ganges, onde milhares de pessoas se banham de seis em seis anos em meio a cadáveres. A crença hindu, o rio Ganges é sagrado e tem o poder de purificar quem nele mergulhar e propiciará uma vida de prosperidade na próxima reencarnação.

ÍNDIA, UM LUGAR DE MUITOS DESAFIOS

A Índia tem os maiores grupos de povos sem nenhum cristão, igrejas ou obreiros. Ali 79,83% da população faz parte do Hinduísmo, o que sufoca o crescimento do cristianismo. Apesar destas dificuldades, o Evangelho aos poucos está se alastrando por todo território indiano. Nossa tarefa é orar pelo crescimento do Evangelho através de agências missionárias como os SEMEADORES, que integra um grande número de colaboradores, para que almas sejam salvas.

A Índia é o segundo país em número de seguidores do islamismo e o dinheiro enviado por nossos mantenedores está sendo bem empregado na tarefa da evangelização mundial, inclusive daquele país.

OBJETIVO DE NOSSA MISSÃO NA ÍNDIA

Os objetivos dos SEMEADORES é continuar “ter” recursos financeiros, para assim, mantermos nossos treze missionários  e nosso projeto com da Creche Infantil que temos naquele país. Ainda é meta dos SEMEADORES, alcançar os estados indianos e seis territórios da União.

Com esta meta contamos com a colaboração de pessoas para que o trabalho de evangelização possa ter prosseguimento. São milhões de pessoas a ser alcançadas, por isso a necessidade de atendermos à ordenança bíblica de irmos a todo mundo e pregarmos o Evangelho a toda criatura.

compartilhe: